14 de Agosto, 2018
 
   
 

Arquivo Digital: todos os dados do cheque – data boa, valor, dados do emitente, banco etc. - são transformados em arquivo digital pela PLATAFORMA BS e contabilizados automaticamente, através da captura via Internet, no banco de dados onde é montada a grade de compensação.

Banco de Dados: formado pelos arquivos digitais, guarda dados dos cheques para os serviços de GESTÃO FINANCEIRA, como emissão de borderôs, fluxo de caixa e informações gerenciais, como risco por cliente, por loja e etc.

Borderô On-Line: do PC de sua loja, via Internet, o lojista prepara e imprime seu borderô para desconto de cheque. O lojista pode fazer borderôs com cheques selecionados segundo sua negociação com seu banco. Aí ele junta os cheques e leva-os ao Banco, para batimento, com efetivo ganho de tempo e eficiência.

Cadastro restritivo: Informações obtidas junto a ACSP - Associação Comercial de São Paulo, à nivel nacional. Informa se o emitente emitiu cheque sem fundo, sustou cheques ou está inadimplente. Informa também outros apontamentos que não significam risco de crédito e por isso é um indicador falho.

Certificar a Qualidade de Crédito:
a PLATAFORMA BS avalia o risco de crédito de cada transação, recomendando (verde) ou não recomendando (vermelho). Assim, o banco, ou outro tomador de risco de crédito, vai saber que aqueles recebíveis referem-se á uma transação efetiva e foram previamente avaliados por um sistema que usa o credit score, o que lhe dá certo grau de conforto para acatar tal recebível. A taxa de juros poderá cair dado que os recebíveis são qualificados.

Consulta pela Internet: o banco de dados permite consulta remota às posições e simulações financeiras on line. Até do exterior, o lojista pode acompanhar o movimento financeiro de seu negócio, via Internet.

Credit score: sistema de avaliação de risco de crédito existente há mais de 30 anos no mercado e utilizado pela expressa maioria dos bancos que atuam no crédito em varejo; por meio de pontuação, o sistema recomenda ou não uma transação. Ao adotar esse sistema, a PLATAFORMA BS faz com que cada transação, em cada PDV de cada loja, seja analisada individualmente, como se um comitê de crédito de seu Banco estivesse presente a cada transação, recomendando-a ou não.

Custodiadora: empresa que recolhe e guarda em caixas-fortes numerário, cheques e outros documentos de seus clientes. Os Bancos normalmente terceirizam esses serviços.

Custo de logística e de seguro: o lojista, hoje, paga pelo seguro e pelo transporte de valores em carros-fortes quando envia seus cheques para o Banco (ou Custodiadora). A PLATAFORMA BS acaba com esses custos ao transformar valores (cheques) em documentos.

Grade de compensação: a PLATAFORMA BS com os dados de cada cheque capturado monta a Grade de Compensação bancária, seguindo as regras determinadas para a apresentação de um cheque na Câmara de Compensação do Banco Central. Em caso de extravio, roubo, perda ou dano ao cheque, este poderá ser apresentado “virtualmente” na compensação em nome do Varejista.

Transforma valores em documentos: depois de capturado e montada a grade de compensação, o cheque deixa de ser um “valor”, porque ninguém vai conseguir recebe-lo na compensação, e passa a ser um “documento”, ou para reapresentação ou para execução na Justiça.

 
© 2005 Banco de Serviços. Todos os direitos reservados.